Pular para conteúdo 
Зеленый кофе

O autor

Carlos Eduardo de Souza, Front-End Developer & Interface Designer na Coopers Digital Production, dedica seu tempo para o desenvolvimento de uma Web mais acessível. Possui certificado W3C em Mobile (sites e web apps) e HTML5.

Portfolio e blog sobre Web Standards – project.47, de Carlos Eduardo de Souza

Topo 04/06/07

A diversidade é importante

Nós, defensores dos Web Standards, sabemos que um código bem escrito, prezando a semântica e uma boa estruturação, não pode ser trocado por algo criado em um editor WYSIWYG (editor visual, como Dreamweaver, Front Page, etc.). Porém, devido a certas incompatibilidades entre browsers mais antigos (leia-se Internet Explorer 6) e modernos (Firefox, Opera, Safari, Internet Explorer 7, etc.), perdemos tempo adequando nossos sites a estas diferenças, acarretando prejuízos no projeto.

Neste ponto, quase todos nós concordamos que o Internet Explorer deveria perder seu cargo de liderança no mercado, fazendo-nos ter menos dor de cabeça ao adaptar nossos sites a ele. Mas alguns vão além, achando que deveria existir apenas um browser no mercado, facilitando o processo do desenvolvedor.

Mas, se pararmos para pensar no sentido da concorręncia, neste caso, não haveriam mais disputas pelo mercado e, portanto, não haveria necessidade por maiores inovaçőes e melhoria nos recursos oferecidos pelo navegador. Claro, adaptaçőes ocorreriam, mas em velocidade menor, acredito.

O ideal, no meu ponto de vista, seria a implementação da mesma engine para renderização os sites, ou seja, qualquer site que desenvolvęssemos seria visualizado da mesma forma em todos os navegadores, mas só isso. Ainda assim haveria disputas e concorręncia por funcionalidades externas, pois os browsers podem oferecer muito mais do que apenas uma forma de acessar sites… Acredito que desta forma o negócio ficaria muito mais interessante, principalmente para nós desenvolvedores e, claro, usuários, pois no final das contas são eles que acabam perdendo com o quadro atual deste contexto.

Unificando a forma de desenvolvimento, poderíamos nos concentrar em tantos outros pontos importantes, como a acessibilidade, modernizando nosso site a ponto de ser visto sem dificuldades por deficientes. Porém, devido a “perda” de tempo que temos para otimizar nossos códigos aos diversos navegadores, essas implementaçőes podem ficar prejudicadas, devido a falta de prazo para entrega dos projetos.

Links Randômicos
Meta
Apoio
Créditos
Creative Commons