Pular para conteúdo 
Зеленый кофе

O autor

Carlos Eduardo de Souza, Front-End Developer & Interface Designer na Coopers Digital Production, dedica seu tempo para o desenvolvimento de uma Web mais acessível. Possui certificado W3C em Mobile (sites e web apps) e HTML5.

Portfolio e blog sobre Web Standards – project.47, de Carlos Eduardo de Souza

Topo 26/09/07

Portfolio mais relevante que currículo?

Após certo tempo e experięncia adquirida, podemos perceber a importância que um bom [tag]portfolio[/tag] pode ter, principalmente se comparado ao [tag]currículo[/tag] comum.

Todos nós sabemos que o currículo é algo básico, indispensável, que todos possuem e devem manter atualizados; seria como um alicerce que justifica todo seu conhecimento e experięncia na área. Mas em nossa profissão de [tag]Designer[/tag], principalmente, necessitamos mostrar a nossa capacidade na prática e nada melhor que um portfolio bem estruturado, exemplificando o que fazemos de melhor.

Acredito que muitos podem discordar mas, ao analisar por esse ponto de vista, o currículo não se torna um diferencial tão marcante pois, se determinado profissional possui um ótimo portfolio, as possibilidades de sucesso são muito maiores. Nada melhor que o resultado de seu trabalho para dizer quem vocę é de fato.

Ao tentar conquistar novos clientes, as informaçőes mais relevantes são aquelas que dizem respeito ŕs qualidades do trabalho a ser realizado, os benefícios que poderão ser trazidos a eles, e não sua formação acadęmica. Na verdade, seu portfolio mostra o resultado de todo seu estudo, o que torna as coisas muito mais fáceis de assimilar por parte do cliente, já que este não precisa saber se as instituiçőes ou agęncias nas quais vocę trabalhou são boas ou não. O que interessa, na realidade, são suas capacidades e o que pode vir a trazer de benefício para ele.

Principalmente nesta realidade na qual estamos vivendo, possuir um currículo é algo obrigatório a todos, mas o portfolio serve como verdadeiro diferencial e pode garantir o emprego almejado.

Topo 25/09/07

Lançado WordPress 2.3

Muitos estavam ansiosos esperando pela nova versão do [tag]Wordpress[/tag]. Acabam de disponibilizar a versão oficial para download, com o codinome “Dexter”.

Entre as aguardadas inovaçőes estão:

  • Melhor implementação de tags, permitindo utilizá-las em conjunto com categorias, oferecendo maiores possibilidades de flexibilidade da plataforma;
  • Notificação de atualizaçőes de plugins instalados;
  • Melhor utilização de URL (para aqueles que não utilizam www no endereço, por exemplo);
  • Novo estado para artigos chamado “Pending Review“, ideal para aqueles que possuem colaboradores e necessitam moderar os posts no blog;
  • Novas funcionalidades no editor WYSIWYG, devido a atualizaçőes feitas no TinyMCE, além de disponibilizar algumas funcionalidades antes “escondidas”.

Segundo post no blog oficial, algumas destas novidades faziam parte de votação aberta, mostrando que os desenvolvedores estão atentos ŕs necessidades do público que utiliza sua ferramenta.

Aconselho a visita neste post no BlogAjuda para aqueles que querem saber um pouco mais sobre as novidades do WordPress.

Topo 24/09/07

Optimus – Conversor de Microformats

Lançaram a ferramenta [tag]Optimus[/tag] (remetendo ao personagem dos Transformers) que, ao utilizada, converte conteúdos em [tag]Microformats[/tag] para [tag]XML[/tag] ou [tag]JSON[/tag].

Os formatos suportados pela ferramentas são os seguintes:

  • hCalendar
  • hCard
  • hAtom
  • hResume
  • hReview
  • xFolkentry
  • adr
  • geo
  • xfn
  • votelinks
  • rel-nofollow
  • rel-tag
  • rel-license

Fonte: microformatique

Topo 17/09/07

Plugins WordPress que utilizo

Certa vez fui questionado sobre quais plugins [tag]Wordpress[/tag] utilizo no project.47, já que é uma plataforma da qual venho falando constantemente por aqui.

Então aí vai uma lista com alguns [tag]plugins[/tag] os quais considero mais relevantes e, de repente, se vocę não conhecer nenhum, possa lhe ajudar em alguma necessidade que possa surgir em seu site:

  1. Akismet – Um dos plugins mais famosos para WordPress, pois certamente é o melhor filtro de spams disponível no momento. O único trabalho que sobra pra é deletar os comentários pendentes. Se no meu blog já tenho trabalho para deletar tantos comentários filtrados, imagine sem este plugin. Indispensável.
  2. Comment’s Hash – Comecei a utilizá-lo há pouco tempo, mas já senti resultado. Em combinação com o Akismet, tenho certeza que mais nenhum spam passará desapercebido. Este plugin insere uma pergunta básica, uma soma de dois números que deve ser respondida cada vez que o usuário irá realizar seu comentário. Muito eficaz e de fácil implementação.
  3. Contact Form – Auxilia na inserção de formulário para contato de maneira praticamente automática. Muito fácil de utilizar.
  4. Google Analytics – O próprio nome já diz tudo. Este plugin insere o código necessário para que seu site esteja habilitado para ser analisado pela ferramenta. Basta entrar no painel de controle e especificar a “chave” recebida no momento do registro do site no sistema.
  5. Google Sitemaps – Gera um mapa de seu site em versão XML para fácil indexação pelo Google, gerando melhores resultados no sistema de busca.
  6. MyDashboard – Substitui o dashboard original do WordPress, organizando-o em pequenas janelas, atualizado via Ajax, como o Netvibes ou iGoogle, por exemplo. Gostei pois fica mais fácil de encontrar determinadas informaçőes antes escondidas.
  7. SimpleTags – Insere, ao final de cada artigo, uma lista de tags Technorati pré-selecionadas. Muito fácil de utilizar e, claro, auxilia na utilização do serviço.
  8. WordPress Database Backup – Gera backups de seu banco de dados e possibilita que vocę os receba por e-mail periodicamente ou, se achar melhor, faça o download diretamente do painel de controle de seu WordPress. Se vocę possuir outras tabelas em seu banco de dados, além do blog, pode selecioná-las e baixar todas de uma só vez.
  9. WP-FLV – Facilita a inserção de vídeos em posts ou páginas estáticas de seu site/blog.
  10. Related Posts – Faz uma busca e insere links de posts relacionados ao final dos artigos.

Possuo vários outros plugins instalados, mas creio que esses podem ser mais relevantes e, de repente, caso não conheça, possa lhe ajudar a melhorar o desempenho de seu blog.

Caso tenha outras boas sugestőes, comente e divulgue para os outros usuários!

Topo 16/09/07

Impressőes sobre 12º Encontro de Web Design em Curitiba

Logo do 12 Encontro de Web Design12 Encontro de Web Design
Ontem foi o dia no qual aconteceu o Encontro de Web Design aqui em Curitiba e, finalmente, resolvi conferir este evento em sua décima segunda edição. Como disse o Rodrigo Muniz em sua análise sobre o evento, eu também nunca “havia comparecido a um encontro de nerds até então”.

Mas, desta vez, houve um motivo a mais para me empolgar a ir pois meu colega de trabalho, Melqui Jr., Arquiteto da Informação lá da agęncia iria fazer a palestra de abertura do evento, então não pude deixar de conferir.

Como dito anteriormente, a primeira palestra do evento foi apresentada por Melqui Jr., intitulada: “Aquitetura da Informação do planejamento ŕ publicação dos Websites”. Em minha opinião, esta palestra foi uma das melhores do evento, pois chamou atenção de muita gente que nunca havia tido contato com esse assunto e seu conteúdo foi apresentado da melhor maneira possível, já que serviu justamente para mostrar um breve histórico da Arquitetura da Informação, além de exemplificar o fluxo de projeto (como acontece lá na agęncia) e sua relevância para o sucesso do mesmo, refletindo em resultados impressionantes, melhorando a conversão de visitantes em novos clientes (como foi o caso do novo formulário online do Estadão, tendo 137% a mais de vendas em relação ŕ versão anterior, graças ŕ Arquitetura da Informação e reformulação de layout).

O segundo palestrante foi Michel Lent, CEO da 10’Minutos, abordando o tema “Web 2.0 e as novas fronteiras do mercado e da profissão”. Primeiramente foi abordada a evolução tecnológica que tivemos, principalmente no último século, seguindo para o mundo atual, quase que totalmente digital. Achei interessante o enfoque dado na convergęncia de mídias que estamos tendo atualmente, ou seja, não há mais aquela separação entre televisão, cinema, rádio, computador, celular, etc., pois tudo está conectado de alguma forma. O enfoque na Web 2.0 foi interessante pois abordou o fato da democratização da tecnologia, na qual usuários sem conhecimentos técnicos podem ter controle sobre publicação e oferta de serviços online, algo impossível de imaginarmos até o final do século passado.

Foi dada importância para o lado publicitário do negócio (acho que o próprio termo “Web 2.0” já mostra isso), analisando os sites que, quanto mais complicados forem, menos usuários atraem; por isso devemos ser sensatos ao iniciarmos algum projeto nesta linha, senão afastaremos os visitantes ao invés de atraí-los.

A terceira palestra, apresentada por Frederick Van Amstel, tratou o tema “O valor da pesquisa no Design de Interação” e, juntamente com a de Melqui, creio que já fizeram valer o comparecimento no evento, pois tratou de assuntos que nem sempre são tão comuns aos Web Designers, pois muitos ainda acham que para se fazer um site, basta criar o layout e programar em cima. Foi feita uma abordagem mostrando a base do Design de Interação, analisando o comportamento das pessoas independente da mídia; também foram mostrados os diversos tipos de pesquisa que podem ser feitos, tudo para auxiliar no conhecimento sobre seu cliente e os clientes de seu cliente, além do sucesso no projeto, claro!

Vale ressaltar aqui a iniciativa de formação do Instituto Faber-Ludens, divulgada por Frederick, visando “promover o desenvolvimento do Design e da Tecnologia no Brasil através da integração entre mercado e academia”. O início de suas atividades será no dia 8 de Novembro, o famoso World Usability Day, ou bem bom portuguęs, Dia Mundial da Usabilidade.

E para fechar o evento em grande estilo, André Matarazzo falou sobre o tema “O valor da originalidade no design da Web”, focando na importância que essa originalidade pode ter num projeto de Web, destacando seu projeto dos demais concorrentes. Achei interessante a abordagem sobre a gestão feita em sua agęncia (totalmente horizontal, sem distinção de chefe vs. empregados); a questão do grande número de clientes no exterior, mostrando que isso é viável a outras agęncias brasileiras. Foram mostrados diversos cases da agęncia e, o mais importante, tudo foi embasado, mostrando desde o início do projeto, suas mudanças e argumentos para que tais medidas fossem tomadas. Só acho que foi muito focado para a parte de Flash e 3D, sem falar em usabilidade, acessibilidade de seus sites, etc. o que, para um profissional deste nível e experięncia, não poderia ser deixado de lado.

Porém o que mais me interessou, ao final do evento, foi um ponto no qual todos os palestrantes tocaram: hoje em dia tudo está ficando ramificado, devemos nos especializar para fazer um trabalho bem feito. Há muito tempo quero falar sobre isso no blog e espero em breve poder tratá-lo por aqui.

Infelizmente nos anos anteriores não compareci ao evento, pois alguns conhecidos disseram que não haviam sido muito bons, mas este, com certeza, valeu a pena. As próximas cidades a receber o evento serão: Salvador, Porto Alegre e São Paulo.

Links Randômicos
Meta
Apoio
Créditos
Creative Commons