Pular para conteúdo 
Зеленый кофе

O autor

Carlos Eduardo de Souza, Front-End Developer & Interface Designer na Coopers Digital Production, dedica seu tempo para o desenvolvimento de uma Web mais acessível. Possui certificado W3C em Mobile (sites e web apps) e HTML5.

Portfolio e blog sobre Web Standards – project.47, de Carlos Eduardo de Souza

Blog

Topo 18/04/06

A internet está preparada para os dispositivos móveis?

Com certeza, há alguns anos atrás não. Quando falo em termos da “internet estar preparada”, falo exclusivamente dos sites.

Isso é bem fácil de identificar pois, quando aconteceu o “boom” da internet (entre 99 e 2000 mais ou menos), surgiram muitos webdesigners que encontravam um verdadeiro dilema: devo desenvolver um site para ser acessível no Internet Explorer ou no Netscape? Lembro-me muito bem, ou seu site funcionava bem em um, ou em outro navegador. Raramente conseguia-se fazer um código que funcionasse realmente bem nos dois.

Com o surgimento das ferramentas visuais para desenvolvimento de sites, muitos profissionais da época esqueceram certas tags HTML importantíssimas e optavam por escolher algumas que conseguissem desempenhar a função visual apenas, despreocupando-se com a semântica do seu código.
Esse fato deve-se ŕ falta de preocupação dos desenvolvedores dos browsers em seguir os padrőes da W3C para haver coeręncia pois, na época, as bases desses padrőes ainda não estavam verdadeiramente solidificadas.

Deste modo, com a falta de um padrão para o desenvolvimento correto de websites, como haveria uma fácil acessibilidade em dispositivos móveis? Qual seria a certeza de que seu site pudesse ser visualizado num handheld, celular, refrigerador ou tv com acesso ŕ internet?

Felizmente, com o passar dos anos, os padrőes foram ficando cada vez mais populares e com o desenvolvimento de novos browsers (como o Mozilla Firefox), essa realidade começou a ser modificada…

Graças ŕ difusão dos Web Standards, as entidades desenvolvedoras de browsers mudaram seu modo de pensar (a Microsoft com o Internet Explorer ainda oferece certa resistęncia, mas parece que na versão 7 do navegador as coisas começarão a mudar) e mais e mais desenvolvedores também aderiram ŕ este “novo” movimento.

Agora, falando em termos de desenvolvimento de websites, houve uma grande evolução também. Surgiu o XHTML que permitiu a importação de tais arquivos em banco de dados de diversos tipos em diferentes sistemas. Aliado ao XHTML, houve um grande avanço no CSS que nos permite configurar os Media Types, direcionando o uso de determinada folha de estilo para uma plataforma específica.

Portanto, creio que finalmente estamos conseguindo passar pelo “caminho das pedras” e fazer com que mais e mais pessoas possam acessar sites, seja em seu desktop ou em qualquer aparelho portátil, tendo algum tipo de deficięncia ou não, graças ŕ esse amadurecimento dos desenvolvedores de browsers e websites.

Trackback Feed deste artigo

Nenhum comentário para "A internet está preparada para os dispositivos móveis?"

Comente este artigo
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)

Links Randômicos
Meta
Apoio
Créditos
Creative Commons