Pular para conteúdo 
Зеленый кофе

O autor

Carlos Eduardo de Souza, Front-End Developer & Interface Designer na Coopers Digital Production, dedica seu tempo para o desenvolvimento de uma Web mais acessível. Possui certificado W3C em Mobile (sites e web apps) e HTML5.

Portfolio e blog sobre Web Standards – project.47, de Carlos Eduardo de Souza

Blog

Topo 05/09/06

A semana da pátria

Essa é a nossa semana. A semana na qual comemoramos a independęncia de nosso país. Vamos ser um “pouco” idealizadores e levar pelo lado que realmente ficamos independentes ŕ partir desta data e, portanto, nos tornamos donos do “nosso próprio nariz”.

Aproveitando o fato que estou escrevendo num blog e, ainda mais, sobre Web Standards e desenvolvimento Web em geral, gostaria de ressaltar a evolução de nós, brasileiros, neste meio.

Admito que no início, quando desejava aprender algo relacionado ŕ estes assuntos, procurava diretamente por sites estrangeiros pois, supostamente, teriam melhor conteúdo e maior detalhamento dos mesmos.

Acredito que, nos dois últimos anos, houve uma mudança nesse quadro. Surgiram muitos sites qualificados e, ŕ partir dali, puderam ser considerados uma “fonte segura” de informaçőes. No entanto ainda eram poucos para um país com tanta gente acessando internet e, conseqüentemente, muita gente para difundir os conhecimentos.

partir do ano passado, o número de sites e, principalmente, blogs tratando de Web Standards e desenvolvimento Web em geral aumentou muito, diversificando nossas fontes de informaçőes e, principalmente, criando uma verdadeira rede entre os escritores, por assim dizer, gerando a tal blogosfera puramente brasileira.

Portanto, só estou aproveitando este espaço para divulgar a idéia otimista que tenho em relação ao nosso meio e imagino que ainda temos muito a crescer. Parabenizo ŕ todos que contribuem para esta verdadeira comunidade de desenvolvedores Web e que cada vez mais possamos compartilhar nossos conhecimentos, dando mais credibilidade para nosso país não só internamente, mas para o exterior também.

Trackback Feed deste artigo

17 comentários para "A semana da pátria"

  1. Leandro | 5/09/06 - 12:49 am

    Acho que Web Standards só irão funcionar quando a Microsoft assim o desejar. Absurdo isto?

    Pois então vamos falar em FATOS, não PERCEPÇŐES. Enquanto a Microsoft dominar o mercado de browsers com IE (85%), ainda será preciso deixar de lado algumas ideologias e considerar o IE como browser primário no desenvolvimento de sistemas. Afinal do que adianta um site 100% nos padrőes WEB que da erro no IE?

    Fica também a pergunta, do que adianta termos browser apenas compatíves com Padrőes Web, enquanto existem muitos “usuários desenvolvedores” não profissionais (meu pai por exemplo) que usam ferramentas como FRONT PAGE, WORD, etc para montar suas páginas?

    O Tio Bill tem o poder, não que eu goste disso, mas nossos clientes estão mais preocupados em atingir clientes do que como é feito seu site.

    Na minha opinião, Padrőes Web ainda vai demorar pra emplacar. E ultimamente tenho escutado criticas a W3C, e inclusive alguns membros tem se afastado.

    Topo
  2. Pedro Rogério | 5/09/06 - 8:38 am

    Eu acho que o grande boom na blogosfera brasileira se deu em novembro de 2005 pra cá. Com certeza, agora sim temos blogs de qualidade no Brasil. Abraços!!!

    Topo
  3. Rogério Brum | 5/09/06 - 9:56 am

    Acho que o Brasil tem ótimos desenvolvedores em todas as áreas. O que falta é profissionalismo e visão de negócio (que também é uma caracteristica do profissionalismo, claro).

    Mudando de assunto, alguem me passa um batedor de bife pra ver se consigo amolecer A CABEÇA DURA do Leandro? O cara lę uma coisa e parece que “entra por um ouvido e sai pelo outro”. Ou é isso ou ele só ta tentando ser chato.

    Topo
  4. Eugenio Grigolon | 5/09/06 - 9:56 am

    É, me lembro do meu primeiro site, aliás, eu ainda o tenho em CD, guardadinho. s vezes dou uma olhada nele e vejo como a web em si teve um grande desenvolvimento, vamos dizer que ela evoluiu sozinha como um ser vivo. É muito legal vocę ver os trabalhos antigos e comparar com os novos, são tantas mudanças, tantas descobertas, que vocę ainda aprende mesmo com códigos antigos.

    Não adianta falar sobre a guerra entre IE e FF. IE sempre ficará na frente, não existem dúvidas. Microsoft reina desde o DOS, (a quase o que, uns 15 anos atrás?), então não será por causa de webstandards, ou de AJAX, ou qualquer outra tecnologia/conceito, que usuários irão deixar de usar o famoso IE. Deixe a MS reinar, qual o problema, um dia todos nós iremos reinar (profundo não?).

    Topo
  5. Felipe Ranieri | 5/09/06 - 10:31 am

    Nota 10 para o texto!!
    Com certeza, hoje em dia temos ótimas referęncias nacionais, ainda que poucas.
    Eu acredito que no rítmo em que estamos hoje, a tendęncia natural será o crescimento. Mas acho legal também que nossos blogueiros não se resumam aos padrőes de desenvolvimento, tentem agregar outro tipo de conteúdo aos seus textos, como MKT. Acho que assim, as coisas ficam ainda mais dinâmicas já que o assunto “web standards” é vasto mas ao mesmo tempo bastante comum e repetitivo.

    Abraços cara e mais uma vez, nota 10 o texto!!

    Falows!

    Topo
  6. Carlos Eduardo de Souza | 5/09/06 - 12:59 pm

    Acho muito importante termos opiniőes adversas, ainda mais neste meio em que todos (ou quase, :) ) concordam que os padrőes são importantes.

    Mas Leandro, os Web Standards não servem para “selecionar” usuários:

    O Tio Bill tem o poder, não que eu goste disso, mas nossos clientes estão mais preocupados em atingir clientes do que como é feito seu site.

    A utilização dos padrőes é justamente para aumentar o número de possíveis clientes, fazendo com que seu site tenha possibilidade de ser acessado por mais pessoas possível. É aquele velho discurso da acessibilidade, dos diversos dispositivos e pessoas com algum tipo de deficięncia que necessitem de algum auxílio para navegar num site normalmente.
    Sites sujos, feitos cheios de tabelas, ŕ moda “Microsoft” não são assim. Só são bem visualizados no IE.

    Quanto ao assunto dos desenvolvedores, voltamos novamente ŕ essa discussão.
    O desenvolvimento em HTML permite certos erros, o que não impede seu pai de desenvolver seu próprio site, pois a responsabilidade não é dele, mas de quem desenvolve os programas por ele utilizados, sejam editores de código ou WYSIWYG (visuais), pois deveriam gerar um código limpo e correto ou, no mímino, auxiliar para que isso acontecesse.

    Não se prenda a esses valores. Os 85% de mercado ocupados pelo IE são muita coisa mesmo, mas perto do que ocupava, torna-se preocupante pra Microsoft. Vem perdendo mercado a algum tempo e a tendęncia dessa perda é continuar cada vez mais acentuada!
    Além disso, 15% é um grande número. Não pense que alguma empresa se dará bem excluindo ou deixando de lado essa porcentagem de clientes. Com certeza não.

    Topo
  7. Leandro | 5/09/06 - 1:24 pm

    Sim Carlos! Estou consciente de tudo que mencionaste! :)

    Padrőes Web são indispensáveis. O que eu quis dizer no comentário é que o Tio Bill está com o poder nas mãos porque detęm a maioria dos usuários. Isto é péssimo!!

    Do momento que o IE mudar, e começar a adotar os Padrőes vai ser ótimo. Mas olhando com visão de negócio, ele não vai fazer isso, porque desta forma estará dando espaço para os concorrentes (Firefox, opera, etc.).

    Então acredito que padrőes web ainda vão demorar para emplacar, assim como Linux. Vai sempre ser algo mais ideologico do que comercial.

    Os 15% são importantes e não devem ser deixados de lado. Mas antes destes 15%, é preciso se preocupar com os 85%. Por isso RESSALTO, não podemos fazer site que sigam 100% os padrőes web e que dão erro no IE. Este blog é um exemplo, seguidamente ele trava no IE. Ja pensou quantos usuários ja perdeu?

    Sou desenvolvedor, mas tenho uma visão mais de negócio. Não quero desmerecer Padrőes Web, muito pelo contrário. Quero apenas mostrar o cenário atual. Talvez entendendo ele possamos fazer algo.

    E sempre digo: O cliente não quer saber como é feito, ele quer que seu produto atinja o maior número de pessoas possível.

    Talvez eu esteja dando minha opinião no lugar errado :).

    Abraço a todos!

    Topo
  8. Carlos Eduardo de Souza | 5/09/06 - 1:30 pm

    Claro que não está dando sua opinião no lugar errado.
    Realmente, o site está travando no IE. Procurei ajuda em vários sites e diversos amigos que lidam com Web Sites, mas nenhuma solução lógica apareceu. Consegui que apenas em alguns lugares o erro ocorresse.
    Por exemplo, lá em casa trava, mas aqui no trabalho não trava, então é menos pior.

    Seguir os padrőes não quer dizer deixarmos de lado os 85% do mercado que utiliza o IE. A única coisa é que temos que fazer correçőes específicas para o mesmo, demandando um tempo a mais de desenvolvimento, gerando prejuízo.

    Topo
  9. Leandro | 5/09/06 - 3:31 pm

    Exato Carlos!! É neste ponto que queria chegar: “Seguir os padrőes não quer dizer deixarmos de lado os 85% do mercado que utiliza o IE. A única coisa é que temos que fazer correçőes específicas para o mesmo, demandando um tempo a mais de desenvolvimento, gerando prejuízo.”

    Muitos desenvolvedores partem para a ideologia, não fazendo as correçőes para o IE, apenas ficam o criticando e esperando uma mudança, que acredito não acontecer tão cedo.

    Não fazendo os hacks para IE, o prejuizo é ainda maior pois limitamos o publico do site.

    Usar padrőes WEB: SIM!! INDISPENSÁVEIS!!!

    Se não existir possibilidade de funcionar no IE e FIREFOX ao mesmo tempo? Ou abandona o script e faz de outra maneira, ou opta pelo IE por uma questão matemática: 85 contra 15).

    Optar pelo IE é um absurdo??? Bom, pela visão dos padrőes web é um absurdo, mas pela visão do meu cliente é o mais correto. Negócio ou ideologia? É preciso optar!

    Só pra esclarecer, não estou criticando ninguém, nem este site, estou mostrando como são minhas decisőes. :)

    Abraço!

    Topo
  10. Carlos Eduardo de Souza | 5/09/06 - 4:06 pm

    Sim, há prejuízo com a verdadeira perda de tempo com consertos para o IE.
    Agora, se for medir os prejuízos causados com esse tempo perdido e com o que o cliente poderia vir a ganhar com um site melhor “rankeado” num Google da vida, ou uma abrangęncia maior, falando tanto de navegadores como dispositivos de acesso, não acho que não valha a pena esse prejuízo com tempo.

    Topo
  11. Rogério Brum | 5/09/06 - 8:23 pm

    Existem desenvolvedores e profissionais. Os que não se preocupam com o IE não se enquadram na segunda categoria. Se o cara quiser deixar o IE de lado é melhor que ele vá vender churros na esquina. Não serve pra web.

    Desenvolvo no firefox pq é muito mais fácil desenvolver nele e depois fazer uns hacks pro ie do que o contrario. Isso é fato. Se algo simplesmente não funciona no ie entao tento faze-la de uma outra maneira ou simplesmente não faço (se for uma firula qualquer). A navegação nunca sairá prejudicada. E isso não é nenhuma ideologia. Nao desenvolvo seguindo os padroes por ideologia. Desenvolvo pq é melhor, mais rápido e da mais resultado pro cliente.

    Eu lembro do trabalhão que era qdo tinha que fazer uma “versão para impressão” de uma página ou quando tinha que refazer o layout de um site e mexer naqueles milhares de tabelas (isso ainda é um transtorno qdo se faz manutenção ou vai se refazer um site antigo).

    E grande coisa sair do W3C. Isso reflete uma situação atual da instituição e não do que ela ja fez até hoje. A debandada está acontecendo agora mas o que a gente usa como padrão hoje em dia foi criado ha muitos anos atras (num tempo pré-dreamweaver-fireworks-site-wizard).

    P.s.: não acho que o IE perderia mercado se adequando aos padroes. Eu até voltaria a usa-lo (isso, claro, nao terá nada a ver com os padroes e sim com ele ser um navegador mais estável, rápido, seguro, customizavel…)

    Topo
  12. Henrique Garcia | 5/09/06 - 10:19 pm

    Olá Carlos , te coloquei lá no meu blog :)

    Uma coisa: 2 vezes ao abrir seu blog, meu IE travou … nao sou programador … mas sei lá … veja se tá com algum bug :)

    Topo
  13. Carlos Eduardo de Souza | 5/09/06 - 11:09 pm

    Tem razão Henrique, o IE trava.
    Fiquei horas, horas, tentando arrumar este ‘bug’ e não consigo. Ninguém conseguiu achar uma resposta lógica para este erro, como havia dito anteriormente.

    Peço mil desculpas aos usuários do IE por isso acontecer, mas não é por escolha minha. Não desenvolvi meu site para funcionar apenas em um navegador, mas chegou ao ponto que desisti de achar a solução para tal problema :(

    Obs: Sei que tem relação com algum margin do topo ou medidas do tipo.

    Topo
  14. Thalis Valle | 6/09/06 - 1:03 am

    Com certeza, Carlos. Eu pelo menos, conheço gente que trabalha na área, sempre quando navego nos blogs.

    Topo
  15. Bruno Dulcetti | 8/09/06 - 11:07 am

    “Acho que Web Standards só irão funcionar quando a Microsoft assim o desejar.”
    Acho que funcionarão assim que os desenvolvedores desejarem, independente do browser. Para funcionar em todos os browsers, soh depende do desenvolvedor… Logicamente que se os browsers ajudarem, renderizando corretamente, ajuda E MUITO.

    Topo
  16. alessandra | 1/09/08 - 11:11 am

    Acho que Web Standards só irão funcionar quando a Microsoft assim o desejar.
    Acho que funcionarão assim que os desenvolvedores desejarem, independente do browser. Para funcionar em todos os browsers, soh depende do desenvolvedor Logicamente que se os browsers ajudarem, renderizando corretamente, ajuda E MUITO.Topo

    Topo
  17. Carlos Eduardo de Souza | 1/09/08 - 1:40 pm

    Concordo, Alessandra.

    Inclusive, se os desenvolvedores não oferecerem suporte aos demais browsers, como os usuários irão utilizá-los, se os sites não carregarem corretamente neles?

    É o mínimo que se pode fazer!

    O usuário não quer saber se o site foi feito com tabelas ou css… Ele quer que funcione, seja rápido, etc. Pra isso, basta fazermos nosso trabalho direito :)

    Topo
Comente este artigo
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)

Links Randômicos
Meta
Apoio
Créditos
Creative Commons