Pular para conteúdo 
Зеленый кофе

O autor

Carlos Eduardo de Souza, Front-End Developer & Interface Designer na Coopers Digital Production, dedica seu tempo para o desenvolvimento de uma Web mais acessível. Possui certificado W3C em Mobile (sites e web apps) e HTML5.

Portfolio e blog sobre Web Standards – project.47, de Carlos Eduardo de Souza

Blog

Topo 16/10/06

Funcionalismo na Web

Fazendo um paralelo do movimento funcionalista do Design, com a onda Web 2.0 atual, pode-se ver alguns pontos semelhantes.

A frase que melhor define o funcionalismo é a seguinte:

A forma segue a função…

Essa idéia, para nós que estamos em contato com serviços da “nova” Web, parece bem comum. Um dos motivos pelos quais o YouTube tornou-se um grande sucesso é o fato de ser muito fácil de usar, não ter muitas “firulas” para sua utilização. Assim como este serviço, posso passar um bom tempo citando outros exemplos por aqui.

O princípio do movimento funcionalista era a negação dos movimentos anteriores (fato muito comum em grande parte dos estilos de design), cheios de ornamentos, etc. E, mais uma vez podemos perceber isto na Web, quando páginas de entrada foram deixadas de lado (pelo menos aos sites que se enquadram no Web 2.0) e os famosos “GIFs animados” deixaram de ser utilizados com o exagero de alguns anos atrás.

Outro ponto no qual queria chegar é numa das maiores influencias (se não a maior) para esse estilo de design atual da Web. Claro, estou me referindo a gigante Apple que, incontestavelmente, é uma autoridade em questão de design. Pode-se perceber facilmente a presença do funcionalismo em seus produtos, contendo somente botőes necessários, sem muitas variaçőes de cores, ou seja, o design é voltado para sua função, deixando-o muito fácil de ser utilizado, manuseado, etc.

Um exemplo da influęncia que a Apple sofreu (pelo menos ao que tudo indica), é a comparação feita entre um iPod mini e o primeiro rádio de bolso a ser desenvolvido. Podemos notar muitas semelhanças, principalmente no quesito facilitade de utilização.

Concluindo este raciocínio, creio que estamos passando por um amadurecimento no design voltado para a Web. No entanto não devemos achar que este será o certo e que permanecerá pra sempre pois as necessidades vão sendo alteradas e, conseqüentemente, as exigęncias dos usuários também.

Assuntos: Web Design
Trackback Feed deste artigo

1 comentário para "Funcionalismo na Web"

  1. Jader Rubini | 16/10/06 - 11:04 am

    Ótimo texto, Carlos.
    É bem verdade que a web está, aos poucos, se tornando mais funcional, deixando de lado as firulas desnecessárias que a pouco tempo atrás se viam aos montes.
    Está mais agradável navegar pela web…

    Fica a torcida para que cada vez mais a comunidade desenvolvedora tenha essa conscięncia mais funcional e menos “carnavalesca”.

    Topo
Comente este artigo
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)

Links Randômicos
Meta
Apoio
Créditos
Creative Commons