Pular para conteúdo 
Зеленый кофе

O autor

Carlos Eduardo de Souza, Front-End Developer & Interface Designer na Coopers Digital Production, dedica seu tempo para o desenvolvimento de uma Web mais acessível. Possui certificado W3C em Mobile (sites e web apps) e HTML5.

Portfolio e blog sobre Web Standards – project.47, de Carlos Eduardo de Souza

Blog

Topo 08/12/10

Organizando uma equipe de Desenvolvimento Front End

Passados quase dois anos como responsável por uma equipe de Desenvolvimento Front End, gostaria de compartilhar experiências que podem ajudar tanto aqueles que coordenam quanto quem faz parte dela, a fim de melhorar seu rendimento e qualidade de trabalho.

Sintam-se a vontade para opinar e contribuir com suas próprias experiências!

Equipe

O primeiro passo (e mais importante) certamente é a formação da equipe, no qual são definidos os profissionais que contribuirão para a área e deve-se ter em mente quais são os pré-requisitos para preenchê-la.

Procure por pessoas que tenham o mínimo de conhecimento e tenha uma filosofia de trabalho parecida com a sua, ou seja, tenha os mesmos princípios e demonstre facilidade para atender o que se espera do trabalho a ser executado. No meu caso, gosto muito de profissionais que pesquisem, se interessem em aprofundar suas habilidades e busquem maneiras de inovar em seu trabalho.

Infelizmente encontrar bons profissionais hoje em dia ainda é difícil, então uma ótima maneira é pegar alguém “cru” que tenha uma boa base, para ser formado de acordo com as necessidades da equipe / empresa.

Mantendo esses pré-requisitos citados acima, teremos uma base sólida para a equipe, facilitando a continuidade dos procedimentos que citarei na seqüência.

Padrões

Em qualquer equipe é necessário padronização, seja para escrita de código como até organização de arquivos e pastas.

Ao longo destes (quase) dois anos, percebi como é importante essa etapa, já que muitas vezes participamos de um projeto mas, na seqüência, só outra pessoa está disponível para dar continuidade. Então se você conseguir engessar o processo de Desenvolvimento (ou até mesmo Criação), é uma das melhores coisas a se fazer (note que falei em engessar o processo, não o resultado final, algo que impactaria diretamente no trabalho da Criação).

Porém deve-se sempre deixar em aberto espaço para novas possibilidades; acredito que todas as decisões deste tipo devem ser tomadas em conjunto com sua equipe, nunca tomando atitude autoritária, assim todos se sentem importantes como parte não só da execução, mas na evolução do setor.

Documentação

Este é um item que pode estar junto com os Padrões, mas acredito que seja melhor analisado separadamente.

A documentação é uma etapa necessária durante todo o projeto: ao receber os layouts, o ideal é que eles sejam documentados, ou seja, sejam definidas todas as variações que o Designer definiu para que ao iniciar o Front End, já esteja tudo previsto com antecedência.

Já durante o projeto é interessante criar uma planilha (ou outra forma qualquer de controle) que mostre o andamento, mostrando o que já foi feito, o que falta e até mesmo itens que são necessários para que a atividade seja concluída. Isso vai ajudar, principalmente, a equipe de Planejamento, prevendo se tudo será entregue no prazo ou haverá atraso no cronograma.

Além disso, a boa documentação do código garante que ele será compreendido por outros membros da equipe (por exemplo, no setor de Back End), o qual precisará entender como tudo foi estruturado para integrar com o sistema desenvolvido. Isso tudo também está ligado diretamente aos Padrões adotados pela equipe!

Processos

Se você já teve aulas básicas sobre Administração, deve ter ouvido falar sobre a metodologia dos 5S, para melhor organização do ambiente de trabalho. Em qualquer área a formalização dos processos é muito importante e, é claro, que na equipe de Desenvolvimento Front End não seria diferente.

A modularização do trabalho ajuda a aumentar o rendimento, organizando as atividades em etapas, por exemplo:

  1. Validação do layout;
  2. Mapeamento dos elementos e planejamento do HTML;
  3. Desenvolvimento HTML;
  4. Corte das imagens (já utilizando padrão para nome de imagens);
  5. Desenvolvimento CSS;
  6. Validação das páginas nos browsers requeridos;
  7. Desenvolvimento jQuery;
  8. Validação dos comportamentos nos browsers novamente.

É obvio que o processo pode variar de equipe para equipe, mas este é um pequeno exemplo de como as atividades podem ser organizadas, dependendo do tipo de projeto requerido.

Além do processo interno no Desenvolvimento Front End, deve-se haver uma boa integração com as outras equipes da empresa (ex: Planejamento, User Experience, Criação, Desenvolvimento Back End, etc.), criando uma sincronização de como os conteúdos devem chegar para vocês e como seu trabalho deve ser entregue para a próxima equipe, prática que também diminui os possíveis problemas e imprevistos que podem aparecer durante o projeto!

Por fim é extremamente válido criar um processo de QA para todos os setores, garantindo que o projeto seja entregue sem bugs e diminua as possibilidades de refação.

E você tem outras formas de organização? Compartilhe através dos comentários :)

Assuntos: Geral
Trackback Feed deste artigo

2 comentários para "Organizando uma equipe de Desenvolvimento Front End"

  1. Jefferson | 9/12/10 - 1:27 pm

    Muito interessante o post.

    Topo
  2. Igor Ikeda | 12/02/11 - 11:40 pm

    Gostei do post! E concordo com você 100% no item EQUIPE.

    Topo
Comente este artigo
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)

Links Randômicos
Meta
Apoio
Créditos
Creative Commons