Pular para conteúdo 
Зеленый кофе

O autor

Carlos Eduardo de Souza, Front-End Developer & Interface Designer na Coopers Digital Production, dedica seu tempo para o desenvolvimento de uma Web mais acessível. Possui certificado W3C em Mobile (sites e web apps) e HTML5.

Portfolio e blog sobre Web Standards – project.47, de Carlos Eduardo de Souza

Blog

Topo 22/07/06

Semântica é uma coisa, código válido é outra

Com a popularização dos termos acessibilidade, usabilidade, semântica, validação, etc., alguns deles vęm sendo confundidos com outros. Claro, é muito bom que essas idéias venham sendo difundidas e que os desenvolvedores Web dęem mais importância para o usuário.

Mas a intenção desse artigo é discutir sobre a questão da semântica. Pelo que tenho visto, o sentido dessa expressão tem sido ofuscado pois muita gente acha que, se o site passa na avaliação do HTML Validator (da W3C), sua programação está correta, sem quaisquer erros.

Claro, o HTML Validator nos auxilia (e muito) quando precisamos saber se não esquecemos de fechar alguma tag, se utilizamos algum elemento block dentro de um inline e coisas do tipo.

Porém, o sentido da semântica não é simplesmente saber abrir e fechar tags. De acordo com a Wikipedia, temos a seguinte definição:

… tem como finalidade conseguir atribuir um significado (sentido) aos conteúdos publicados na Internet de modo que seja perceptível tanto pelo humano como pelo computador.

Portanto, a semântica seria a utilização correta das tags em seus devidos lugares, utilizando e aproveitando-se do significado que cada uma tem. Desta maneira, as máquinas (robôs de busca, por exemplo) compreenderão seu site corretamente, sabendo o que é mais importante em seu conteúdo, como ele foi tratado e, conseqüentemente, seu site atingirá melhores resultados na busca, como já foi discutido em outro artigo por aqui.

Além disso deve-se ressaltar que, com um site válido e escrito de forma semanticamente correta, sua acessibilidade irá aumentar muito, pois um XHTML escrito de forma correta e limpa possibilita que usuários de diversos dispositivos e até alguns tipos de deficięncias possam acessar seu site.

Trackback Feed deste artigo

3 comentários para "Semântica é uma coisa, código válido é outra"

  1. Lincoln | 22/07/06 - 4:34 pm

    Com certeza…
    acho que isso nos incentiva a fazer sites só com um tipo de tag…BIG E SMALL….heheh
    Achei legal em uma empresa que conheci…eles lidam com sites de hotéis – onde o público-alvo são executivos com celulares e palms que buscam muitas vezes um hotel através de sites, no meio de suas viagens…e quem conseguirá entrar pelo celular
    em um site que só tenha flash…. =D
    um abraço!

    Topo
  2. Thalis Valle | 24/07/06 - 9:17 am

    Bom artigo, Carlos.
    Obrigado pela participação no meu blog.

    Abraços e sucesso.

    Topo
  3. Carlos Aquino | 24/07/06 - 2:19 pm

    Termos, Termos, Termos … sempre mais e mais termos !

    Topo
Comente este artigo
  1. (obrigatório)
  2. (obrigatório)

Links Randômicos
Meta
Apoio
Créditos
Creative Commons